1673

Câmara Municipal de Ilhéus

Pular para o conteúdo

Comissão que estuda proteção e urbanização da Soares Lopes se reúne pela primeira vez

12/08/2021 às 14h59

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Comissão Especial para tratar de temas relacionados ao processo de urbanização da Avenida Soares Lopes, criada pela Mesa Diretora da Câmara, se reuniu pela primeira vez no início da tarde de hoje (11). O encontro serviu para definir a metodologia que será usada por seus membros para escutar a sociedade sobre o que o município quer para a praia da avenida.

De acordo com o presidente, Vinícius Alcântara (PV), foram ouvidas opiniões que farão parte de um documento, explicando rumos, objetivos e prazos para a conclusão do trabalho. A comissão também definiu a necessidade de convocar representações do executivo e especialistas nas áreas de arquitetura, engenharia e urbanização para participarem da elaboração do trabalho.

“Este estudo vai basear a formatação de um documento contendo o que é possível dentro da legislação sobre a melhor forma de urbanização de uma das áreas mais importantes e valorizadas da cidade”, informa Alcântara.

A criação desta comissão é uma iniciativa da Mesa Diretora do Poder Legislativo após debates da população – e dos próprios vereadores - sobre critérios e análises técnicas para implantação de empreendimentos na artéria. A comissão será presidida pelo vereador Vinicius Alcântara (presidente), do PV; contou em seu primeiro encontro com os membros Ivo Evangelista (relator), do Republicanos; Aldemir Almeida (PP) e Enilda Mendonça (PT). O vereador Tandick Resende (PTB) foi representado pelo advogado e assessor Dante Valadares.

A comissão terá um prazo de funcionamento de 120 dias para conclusão de seus trabalhos, quando será elaborado um relatório de suas atividades, que será lido no plenário da Câmara. A Mesa Diretora da Câmara destaca que o trecho compreendido entre o Porto de Malhado e o Monumento do Cristo caracteriza-se como orla exposta urbanizada de ocupação consolidada, onde se localizam construções térreas e verticalizadas, seus acessos ocorrem ao longo do trecho e se destinam a residência e comércio.

Neste trecho encontram-se as avenidas Soares Lopes e Dois de Julho (ate o Cristo). Estas duas avenidas representam, desde a época de sua construção, grande importância no contexto urbano da cidade, pois apresentam forte vocação para “centro de atrações” do visitante e do morador. A Avenida Soares Lopes, em especial, representou e continua representando a principal avenida de llhéus. O documento também lembra que a orla, de grande beleza cênica, nos últimos anos vem passando por um processo de assoreamento, devido a construção do Porto de Malhado, resultando em uma extensa área de areia que afasta o mar das avenidas.

“Esse processo de assoreamento em andamento ao longo do tempo proporciona uma constante pressão para a ocupação deste espaço”, destaca. A Mesa também lembra que em 1985, o município, no intuito de ocupar este espaço assoreado, contratou o paisagista Burle Marx para elaborar um projeto de urbanização para a área. A obra teve inicio no mesmo período e foi concluída e inaugurada em 1992. Segundo os autores da iniciativa, algumas alterações foram feitas, não concluindo o paisagismo da área e não executando as construções dos equipamentos de apoio e lazer previstos.

Estes e outros problemas identificados no cenário da avenida geram uma sensação de abandono que interfere na paisagem e na qualidade da experiência do usuário. “Os frequentadores passam a tratar o patrimônio público com descaso, agravando ainda mais a situação existente”.