1673

Pular para o conteúdo
Câmara Municipal de
Ilhéus

PERSONALIDADES NEGRAS SÃO HOMENAGEADAS PELA CÂMARA DE VEREADORES DE ILHÉUS

06/12/2022 às 11h20

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A 73ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Ilhéus, desta última terça-feira, 29, foi marcada pelo encerramento das ações relacionadas ao novembro negro, com a entrega de 17 Moções de Congratulações para a população negra de Ilhéus, personalidades ligadas à cultura preta da cidade. A iniciativa foi dos vereadores Cláudio Magalhães (PCdoB) e Enilda Mendonça (PT). 

O objetivo da homenagem, segundo Enilda, é dar visibilidade a um debate que não pode ficar embaixo do pano: o racismo estrutural. “No índice de violência são os mais violentados, sobretudo, a religião de matriz africana que tem sofrido intolerância”, afirmou a professora Enilda. O presidente da Câmara, Jerbson Moraes também se posicionou sobre a intolerância religiosa - “Com tantas religiões, porque só as religiões de matrizes africanas são questionadas como erradas se cada um cultua o seu Deus de um jeito?”

Também propositor das moções de congratulações, o vereador Cláudio Magalhães disse que era uma honra prestar esta homenagem aos “protagonistas negros da nossa cidade, referências e isso mostra ao povo ilheense que nós precisamos viver do amor e o amor vocês dão às pessoas que procuram suas casas”, falou o parlamentar.

Homenageados:

1. Sra Carmosina Mota de Souza Santtos - com 105 anos ela é líder religiosa umbandista, filha de índios e responsável por diversas conquistas para o povo de Ilhéus em sua luta social

2. Mãe Hilza Mukalê - Há mais de 40 anos a frente de um dos terreiros mais antigos da Bahia, o Terreiro de Matamba Tombenci Neto, ela é conselheira e fundadora do Grupo Cultural Dilazenze, autora do livro Do Lado do tempo: histórias contadas a Marcio Godman, de 2015. Fundadora dos grupos afro Axé Odara e Lê-guêdepá, da Sociedade Anônima e Cultural de Ilhéus, colaboradora do projeto social Batukerê. Foi condecorada Comendadora do Mérito da Ordem de São Jorge dos Ilhéus. Em 2016, recebeu o Título de Doutora Honoris Causa da Universidade Estadual de Santa Cruz.

3. Sra Janete Lainha Coelho “mestre Lainha” - representante Territorial de Cultura do Estado, poetisa, cordelista e psicopedagoga.

4. Bernadete Souza Pereira - personalidade política Yialorixá do Ylê Axé Odé Omi Ewa, militante do Movimento Negro Unificado, direção de Teia Nacional Legislativa de Povos Tradicionais de Matriz Africana, direção nacional do PSOL, xecutiva municipal do PSOL de Ilhéus e agricultora.

5. Dra Luzi Borges - Kolabá de Xangô no Ilé Axé Odé Aladé Ijexá, Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestre em educação e contemporaneidade, Especialista em Metodologia do Ensino Superior e pedagoga pela Universidade do Estado da Bahia.

6. Sra Silvandira Caldeira da Silva - Coordenadora Mulheres de axé Renafro Núcleo Ilhéus, coordenadora do Movimento Cultural dos Povos de Terreiro de Ilhéus, cantora e compositora da banda Samba de Treita e mestra da Cultura Popular.

7. Gilmário Rodrigues Santos - Fundador e percussionista do Lê-Guê-DePá, primeiro bloco afro de Ilhéus, fundador e músico do Grupo de Samba de Roda Sambadila, criado em 1990, coordena projetos de relevância cultural negra como Bloco Afro Dilazenze e o Projeto Social Batukerê, criou a Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, criou e administra o Memorial Unzó Tombeci Neto e também fundou a Orquestra Gongombira de Percussão.

8. Profa. Dra. Rachel de Oliveira (UESC) - Atua na linha de pesquisa Políticas Públicas e Diversidade Cultural, Relações Étnico-raciais, com ênfase na análiise da situação educacional das crianças negras e educação nas comunidades quilombolas, coordena o projeto de Educação e Multiculturalismo: formação para a diversidade, desde 2008.

9. Edson Santos Vieira - Cordelista e coordenador de Cultura do grupo escola de capoeira Bangalô, ativista do Movimento Negro Unificado.

10. Thiago Paschoal dos Santos (UNEGRO) - presidente da União de Negros e Negras pela Igualdade em Ilhéus.

11. Moacir Pinho de Jesus - Dirigente Municipal do Movimento Negro Unificado

12. Daniel de Oliveira de Jesus - estudante de filosofia da UESC e diretor geral do projeto Wakanda, voltado a juventude negra do Sul da Bahia, militante do Movimento Negro Unificado.

13. Gilsonei Rodrigues Santos “Mestre Ney” - músico percussionista, vocalista e produtor cultural e agente do movimento negro de Ilhéus, presidente do Conselho de Entidades Afro Culturais de Ilhéus, diretor do espaço cultural Dilazenze e do Museu da Maranata

14. Pastoral Negra da Igreja Católica: Ciro Nonato dos Santos Filho - produtor de cultura popular, conselheiro municipal de Cultura no setorial de Teatro e Cultura Popular, em 2020 fundou a escola de Formação de Agente Negro.

15. Valdemir Conceição - professor da rede municipal de Ilhéus e Itabuna, babalorixá do terreiro de angola xaomim e articulador dos movimentos dos povos de axé

16. Gilmar Marquês - Coordenador do Núcleo REFRAFO (Rede Nacional de Religiosidades Afro Brasileira e Saúde) e coordenador do Movimento Cultural dos Povos de Terreiros de Ilhéus.

17. Carlos Alberto Araújo dos Santos - protudor cultura, ativista negro, contador de história da tradição afrodescendente