1673

Pular para o conteúdo
Câmara Municipal de
Ilhéus

CÂMARA APROVA POR UNANIMIDADE PROJETO QUE AUTORIZA DOAÇÃO DE IMÓVEL PÚBLICO AO AEROCLUBE DE ILHÉUS

01/12/2021 às 10h07

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Na Sessão Ordinária desta terça-feira (30), a Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou por unanimidade o Projeto de Lei nº 139-2021, que autoriza o Município a proceder com a doação de imóvel público ao Aeroclube de Ilhéus. Desde a sua fundação, em 1942, o Aeroclube de Ilhéus, que é uma Instituição sem fins lucrativos, já formou centenas de profissionais, como pilotos, comissários de voo e agentes de aeroporto, sendo um grande canal de emprego para os jovens da região.

O Diretor Presidente do Aeroclube de Ilhéus, Lauro Calazans, esteve presente no Plenário e agradeceu pela oportunidade de dar voz à escola de aviação. “Daqui para frente temos o compromisso de dar continuidade ao trabalho e formar profissionais de diversas áreas. Meu agradecimento é em nome de toda diretoria e alunos, e aos próximos 80, 100 anos do Aeroclube. Enquanto tiver aviação, a gente estará atuando graças a Câmara de Vereadores de Ilhéus”, finalizou Calazans 

Admirador do trabalho realizado pelo Aeroclube de Ilhéus, o Presidente da Casa Legislativa, Jerbson Moraes, parabenizou a Instituição pelos serviços prestados ao município durante quase 80 anos e finalmente terão uma Sede definitiva, após anos de luta. O presidente explicou que “o projeto agora volta para as mãos do prefeito Mário Alexandre para que a Lei seja sancionada e a doação do espaço aconteça”, destacou. 

O projeto é de autoria do Executivo Municipal e teve o apoio do Deputado Federal Paulo Magalhães (PSD), assim como do Presidente da Câmara de Vereadores Jerbson Moraes (PSD), dos vereadores César Porto (PSB), Tandick Resende (PTB), e dos demais que também defenderam a causa. O documento para aprovação foi enviado à Câmara na semana passada e Comissão permanente de Constituição, Justiça e Redação Final, formada por Paulo Carqueija (PSD), Ivo Evangelista (Republicanos) e Enilda Mendonça (PT) se esforçou e emitiu o parecer em tempo recorde para que a votação ocorresse nesta semana.